Dica para este sábado: Morangos mofados, de Caio de Abreu



'Os contos de 'Morangos Mofados' mostram a fé fundamental que iluminou o projeto libertário da contracultura. A fé que orientou o sonho cujo primeiro grande impulso vem dos 'rebeldes sem causa' de Elvis e Dean; que se define em seguida com a 'grande recusa' da sociedade tecnocrática pelo flower power ao som dos Beatles e dos Rolling Stones; e que ganha, de forma inesperada, uma nova e mágica força no momento em que Lennon declara dramaticamente: o sonho acabou.
Os 'Morangos Mofados' têm uma irresistível atualidade. Modificando caminhos percorridos, põem em cena uma possível pontuação para essa história, ou, como esclarece o conto 'Os companheiros': 'Uma história nunca fica suspensa, ela se consuma no que se interrompe, ela é cheia de pontos finais.' Heloisa Buarque de Holanda.

Fonte: www.saraiva.com