O vestido - Carlos Herculano Lopes

Venha até a Biblioteca Theobaldo Paim Borges e conheça
uma história de Carlos Herculano Lopes, baseada no poema "Casa do Vestido" de Carlos Drummond de Andrade, para o filme de Paulo Thiago.



Citação Favorita: "- Vestido? Que Vestido? - perguntei-lhe com ironia, ao mesmo tempo em que, talvez o que fosso ódio, ali eu tentava frear.
- Vestido? Mas que Vestido? - à Bárbara voltei a indagar, para dali em diante, não dizer mais nenhuma palavra. E ela, outra vez, já quase implorando:
- A última peça de luxo, que guardei como lembrança...
Minhas filhas, naquele instante, ao ver aquele vestido, que ali naquele prego está, nas mãos daquela mulher, os meus olhos, lhe digo, começaram a me trair. "


Sinopse:
Com base em um dos mais famosos e populares poemas de Carlos Drummond de Andrade, o maior poeta brasileiro, o romancista mineiro Carlos Herculano Lopes constrói uma emocionante história de amor e paixão. A história foi filmada por Paulo Thiago, com a atriz Gabriela Duarte no papel principal. Na obra magistral de Carlos Drummond de Andrade, o poema descritivo “Caso do Vestido” (A Rosa do Povo, 1945) é sem dúvida um dos mais populares, ao contar, de forma emocionante, uma dramática história de amor e paixão, na qual uma mulher ama tanto seu marido que aceita entregá-lo para outra, se isso o fará feliz. O poema, escrito na forma de um diálogo entre mãe e filhas, tem exatamente 150 versos distribuídos em 75 estrofes. A partir de uma proposta do cineasta Paulo Thiago – que queria filmar o poema, e o fez – o romancista mineiro Carlos Herculano Lopes escreveu não só um argumento roteirizável, mas um romance mesmo. Nos 150 versos, Carlos Herculano buscou inspiração para rechear a história com outros personagens e um enredo tão envolvente quanto o lendário poema. Carlos Herculano conta a história da mulher cujo marido, alucinado de paixão, abandona a família por outra mulher e se envolve numa desvairada andança pelos garimpos de Minas Gerais. A narradora, como no poema, é a própria mulher abandonada. O texto atinge, em alguns momentos, clímax de enorme emoção.

Resenha do blog: http://deixeselivre.blogspot.com.br
Foto: http://www.buscape.com.br/